mormon.org Brasil

Por que sua igreja tinha antigamente a prática do casamento plural (a poligamia)?

Resposta Oficial

Em várias épocas o Senhor mandou que Seu povo praticasse o casamento plural. Por exemplo, deu essa ordem a Abraão, Isaque, Jacó, Moisés, Davi e Salomão (Doutrina e Convênios 132:1). Em outras épocas o Senhor deu outras instruções. No Livro de Mórmon, o Senhor disse ao profeta Jacó: “Pois nenhum homem dentre vós terá mais que uma esposa; e não terá concubina alguma. (…) Porque se eu quiser suscitar posteridade para mim, diz o Senhor dos Exércitos, ordenarei isso a meu povo; em outras circunstâncias meu povo dará ouvido a estas coisas” (Jacó 2:27–30).

Nesta dispensação, o Senhor ordenou a alguns dos santos na época da Igreja recém-restaurada que praticassem o casamento plural. Para o Profeta Joseph Smith e aqueles mais próximos a ele, inclusive Brigham Young e Heber C. Kimball, esse mandamento foi um desafio, mas eles o obedeceram. Os líderes da Igreja controlaram essa prática. Aqueles que a viveram precisavam ter autorização para isso e os casamentos precisavam ser realizados por meio do poder selador do sacerdócio. Em 1890, o Presidente Wilford Woodruff recebeu uma revelação de que os líderes da Igreja deveriam descontinuar o ensino da prática do casamento plural (Declaração Oficial 1).

A lei do Senhor para o casamento é a monogamia a menos que Ele ordene de modo contrário para que seja estabelecida a casa de Israel (ver Encyclopedia of Mormonism Vol. 3, pp. 1091-1095).