mormon.org Brasil

Oi, eu sou Nadia

  • Nadia Deskins
  • Nadia Deskins
  • Nadia Deskins
  • Nadia Deskins
  • Nadia Deskins
  • Nadia Deskins

Sobre mim

Nasci em Londres e fui criada falando tanto inglês como farsi. Herdei tradições persas que foram reforçadas e misturadas a meu cotidiano por meio da fala, comida, música, poesia e dança. Mudei-me para os Estados Unidos para fazer um mestrado na área de terapia familiar. Já trabalhei como educadora, intérprete e voiceover em rádio, contudo, ser mãe é minha verdadeira profissão. Nada que eu pudesse alcançar nesta fase da minha vida seria mais importante para mim do que criar minha família. Sou esposa e mãe de tempo integral de três filhos extraordinários. Faço uma lista dos meus afazeres, mas geralmente não consigo cumpri-la por inteiro. Entretanto, minhas três maiores realizações são milagres que andam, correm e pulam. Um anda de skate, outro fica no balanço e o outro é uma graça. Essas realizações me bastam.

Por que sou mórmon?

Os principais ensinamentos de Jesus Cristo andam lado a lado nas culturas persa e paquistanesa com as quais fui criada. O cerne dessas culturas antigas ensinava o que Cristo ensinou como, por exemplo, mantermo-nos moralmente limpos e apoiar a família como a unidade básica da sociedade. Assim como, fazer de nosso lar um lugar onde todos possam sentir-se bem recebidos, aceitos, amados, seguros e valorizados. Os ensinamentos da Igreja não são novos, eles têm raízes nas tradições antigas do meu legado cultural. Sinto uma ligação especial com minha herança cultural e espiritual quando aprendo sobre a vida de Cristo e Seus ensinamentos. Quando conheci os missionários, identifiquei-me com os ensinamentos morais da Igreja. Aprendi que Deus é meu Pai Eterno, que Ele me conhece e me ama assim como um pai ama seu filho. Aprendi que a vida tem significado e propósito. Tive experiências serenas que me emocionaram. Decidi filiar-me à Igreja por causa da ligação profunda que senti com os ensinamentos que já conhecia. Desenvolvi um relacionamento pessoal com Deus, e os ensinamentos de Cristo me trouxeram clareza e paz. Aprendi e entendi que Cristo não é apenas um bom homem, ou um profeta, mas Ele é um ser divino que exerce um papel essencial na minha vida. Incentivo a todas as pessoas que estejam buscando a verdade que conheçam os missionários, leiam e ponderem sobre as escrituras, orem e perguntem a Deus se o que estão aprendendo é verdadeiro. Quando fiz isso, senti uma profunda mudança. Senti minha vida encher-se de paz, esperança, clareza e felicidade.

Histórias Pessoais

Como podemos desenvolver mais harmonia em nosso lar?

Gosto muito da seguinte citação encontrada na Proclamação à Família: “O casamento e a família bem-sucedidos são estabelecidos e mantidos sob os princípios da fé, da oração, do arrependimento, do perdão, do respeito, do amor, da compaixão, do trabalho e de atividades recreativas salutares”. Ser mãe me ajuda a esforçar-me para ser uma pessoa melhor, pois sei que meus filhos estão observando tudo o que faço. Sou incentivada a viver literalmente tudo o que acredito. Ter filhos geralmente aumenta o nível do barulho da casa para um tom bem alto acompanhado de momentos de reclamações, choros e gritos. Contudo, separar um momento todos os dias para orar, ler as escrituras em família e frequentar a Igreja semanalmente renova a paz da nossa casa.

Como vivo minha fé

Minha fé está fundamentada nos ensinamentos de Jesus Cristo, por isso estou lutando, repito, lutando, para me tornar uma pessoa melhor ao aprender sobre Sua vida e ao procurar fazer o que Ele faria em todas as situações. Tenho a oportunidade de trabalhar voluntariamente na minha Igreja local de várias formas como, dando aula, regendo e organizando atividades criativas. Também servi voluntariamente como missionária de tempo integral na Escócia por 18 meses.