mormon.org Brasil

Oi, eu sou 吉岡萌恵 (Moe)

  • Moe Yoshioka
  • Moe Yoshioka
  • Moe Yoshioka
  • Moe Yoshioka
  • Moe Yoshioka
  • Moe Yoshioka
  • Moe Yoshioka
  • Moe Yoshioka

Sobre mim

Como meus pais são membros da Igreja, eu a frequento todos os domingos desde criança. No decorrer da vida fui aprendendo os ensinamentos de Deus. Eu adorava ouvir meus pais me falarem sobre o Pai Celestial. Por isso, eu acreditava Nele e obedecia aos Seus ensinamentos naturalmente. À medida que fui crescendo, ao atingir a adolescência aos poucos comecei a ter dúvidas sobre os ensinamentos e as ideias que eu considerava serem a ordem natural das coisas até aquele ponto. Orei inúmeras vezes para obter uma resposta para saber se a Igreja e seus ensinamentos eram verdadeiros. Não recebi uma resposta clara; só senti uma sensação boa no coração, que não entendi muito bem o que significava. Durante o último ano do ensino médio, fiquei pensando no curso que iria fazer e estava estudando muito, todos os dias, para passar no vestibular da universidade que eu queria frequentar. Naquela época, os ensinamentos de Deus foram um grande apoio para mim. Estudar para o vestibular da universidade era uma provação para mim, porém, vi muitos milagres durante aquele período. Realmente recebi muitas bênçãos. Mas, embora diga isso, não significa que tudo saiu do jeito que eu queria.

Por que sou mórmon?

Como meus pais são membros da Igreja, eu a frequento todos os domingos desde criança. No decorrer da vida fui aprendendo os ensinamentos de Deus. Eu adorava ouvir meus pais me falarem sobre o Pai Celestial. Por isso, eu acreditava em Deus e obedecia aos Seus ensinamentos naturalmente. À medida que fui crescendo, ao atingir a adolescência aos poucos comecei a ter dúvidas sobre os ensinamentos e as ideias que eu considerava serem a ordem natural das coisas até aquele ponto. Orei inúmeras vezes para obter uma resposta para saber se a Igreja e seus ensinamentos eram verdadeiros. Não recebi uma resposta clara; só senti uma sensação boa no coração, que não entendi bem o que significava. Durante o último ano no ensino médio, fiquei pensando no curso que iria fazer e estava estudando muito, todos os dias, para passar no vestibular da universidade que eu queria frequentar. Naquela época, os ensinamentos de Deus foram um grande apoio para mim. Todos os dias externava meus pensamentos, sentimentos e minhas preocupações a Deus. Durante os intervalos dos meus estudos, eu estudava as escrituras. Fazer isso me ajudou a receber as respostas que eu desejava e a saber como resolver os problemas, tornando-se também um consolo para a minha alma. Mesmo em meio a situações problemáticas, eu conseguia sentir gratidão. Estudar para o vestibular da universidade era uma provação para mim, porém, vi muitos milagres durante aquele período. Realmente recebi muitas bênçãos. Mas isso não significa que tudo saiu exatamente como eu esperava. No entanto, hoje eu entendo que Deus preparou bênçãos ainda maiores para mim do que aquelas que eu desejava. Acho que o que pensei serem milagres não eram milagres; mas sim coisas necessárias que Deus preparou para meu benefício. Deus ama a todos, e acredito que Ele preparou um caminho de felicidade ainda melhor para cada um de nós.

Histórias Pessoais

Poderia explicar o papel que a oração desempenha em sua vida?

Creio que a oração é uma oportunidade de a pessoa conversar com Deus. Assim como quando você conhece alguém e aprofunda seu relacionamento com a pessoa por meio da comunicação, acredito que é o mesmo quando nos comunicamos com Deus por meio da oração — quanto mais você ora, mais profundo se torna seu relacionamento com o Senhor. Conversando com Deus sobre o que sinto e penso, recebi a ajuda de que precisava naquela época. Às vezes você se sente consolada, outras vezes sente, com certeza, de que Ele ouviu seu pedido, e outras vezes pode achar que não sentiu nada. O tempo necessário para receber uma resposta pode variar, e há muitas formas de isso acontecer, mas Deus certamente ouvirá sua oração. Por meio da oração, você sempre pode sentir que Deus está ao seu lado, e com isso você ganha coragem.

Como vivo minha fé

Na Igreja, eu servia como representante de um grupo de adultos solteiros (conhecido pela sigla “MAS”), para quem tem 18 anos ou mais. Eu queria dar o melhor de mim nessa responsabilidade de fazer com que os membros da minha ala fossem amigos, se divertissem juntos e tivessem experiências que os edificassem ainda mais. Os membros adultos solteiros que vão à minha Igreja muitas vezes participam de atividades de trabalho voluntário. A experiência de ter feito trabalho voluntário na região de Tohoku, que foi devastada por um terremoto, ensinou-me quanta alegria sentimos servindo juntos e como isso alegra uma pessoa, a ponto de ser quase inacreditável.