mormon.org Brasil
Danielle: Estudante, Medicina, Missionária, Filha, Netflix, Nerd, Mórmon.

Oi, eu sou Danielle

Sobre mim

Gosto de passar o tempo com meus amigos, membros e não-membros. Sou muito feliz por ter minha família comigo na Igreja. Faço faculdade, sou estudante de medicina. Gosto de ler, assistir filmes, séries e documentários. Amo estar na Igreja e nas atividades do Jovens Adultos Solteiros. Amo estar no Instituto. Adoro gatos, chocolate, coca-cola, montar quebra-cabeças, aprender coisas novas e tecnologia. Adoro filmes da Marvel, The Hunger Games, Star Wars, Divergente, Harry Potter, Friends, How I Met your Mother e filmes de romance. :D

Por que sou mórmon?

Minha mãe já era membro da Igreja quando nasci.Então, desde pequena frequentei a capela e participei da Primária.Gostava muito de estar na Igreja e, aos 8 anos, decidi ser batizada.No entanto, nunca tive um testemunho sobre o evangelho e sobre Cristo.Aos 14 anos, comecei a pensar seriamente sobre o assunto.Queria fazer muitas coisas que, de acordo com os princípios da Igreja, eu não deveria fazê-las.Isso me deixava frustrada.No entanto, eu sabia o que deveria fazer.Decidi buscar meu testemunho e, se não a obtivesse, eu me afastaria da Igreja, não importando o que meus pais achassem disso.Foi aí que comecei a orar ao Senhor todos os dias, em voz alta e de joelhos em meu quarto. Orava como se um amigo íntimo. Agradecia pelas coisas boas que aconteceram e lamentava sobre as coisas ruins. No fim, pedia que eu obtivesse uma testemunho próprio e que eu soubesse que Deus existia. E foi assim, fiquei semanas a meses a fazer isso, todos os dias. Até então, não havia sentido nada muito especial, mas era-me agradável fazer oração. Até que, um dia, eu havia brigado com a minha mãe e estava muito magoada. Estava tão desesperadamente triste e com raiva da minha mãe. Nesse momento, fui aos prantos para o meu quarto e fiz uma fervorosa oração. Pedi que o Pai Celestial que, se Ele estivesse me ouvindo, tirasse aquela raiva e tristeza de mim e desabafei os meus sentimentos. Quando terminei a minha oração, parei de chorar imediatamente, como num passe de mágica. Senti uma calmaria e que depois virou paz. Não sentia mais raiva nem tristeza. Fiquei pasma. Dei-me conta que aquela era a minha resposta. Que outra explicação haveria para isso? Sabia que só Deus poderia fazer aquilo por mim e senti que Ele estava prestando atenção em mim.Sabia por mim mesma que Deus existia! Com o tempo, fui pedindo mais orientações e posteriormente adquiri um testemunho sobre a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Sei que Deus vive e Ele se preocupa com cada um de nós, individualmente.

Como vivo minha fé

Tenho chamados na minha ala, no momento sou secretária da Primária, missionária de Ala e segunda conselheira do Conselho do Instituto. Estou me preparando para servir uma missão de tempo integral. Irei servir como missionária na missão Japão Tóquio Sul. Sou muito feliz por ter esse chamados, adoro estar com as crianças. Antes, eu dava aulas para os valorosos (crianças de 8 a 11 anos) e era muito mágico. As crianças são muito inteligentes e espirituais. Leio o livro de mórmon todos os dias, vou todas as semanas para o Instituto e para o Templo. Faço a leitura das escrituras e oração junto com a minha família todos os dias. Faço meu estudo das escrituras individualmente também. Não é nada fácil fazer todas essas coisas e permanecer fiel aos ensinamentos dos profetas, mas sou muuuuito abençoada por fazer essas coisas. O Senhor abençoa-nos de acordo com a nossa fidelidade. Nossa família e eu somos testemunhas disso. E também sei que todos que seguirem a Jesus Cristo e estar dispostos a oferecer "um coração quebrantado e um espírito contrito" vão ser abençoados de tal maneira que não serão capazes de entender totalmente e nem de agradecer o suficiente. Sou muito feliz e grata por ter esse evangelho em minha vida. Ela me ajuda a ser uma pessoa melhor, uma médica melhor, uma amiga melhor, uma filha melhor e, futuramente, uma esposa e uma mãe de sucesso.