mormon.org Brasil
Gustavo: Mórmon.

Oi, eu sou Gustavo

Sobre mim

Gosto muito assistir filmes e séries na TV. Nem sempre eu consigo, mas tento ir ao cinema pelo menos uma vez por mês. Coleciono filmes, atualmente conto com mais de 300 filmes originais na minha coleção, não me importo de assistir novamente um bom filme. Trabalho como analista de sistemas, gosto do que faço. Me ajuda principalmente a ser mais paciente, hehehe, as vezes é difícil, mas precisamos entender o que o outro pensa e quais são as suas necessidades. Me ajuda muito a entendermos que somos diferentes e que isso é uma benção de Deus. Sou casado com uma mulher maravilhosa, minha companheira inseparável, minha amiga e meu braço direito (e esquerdo.. hehehe) ela me deu uma filha linda e maravilhosa tambem que atualmente tem 15 anos. Não sei o que seria da minha vida sem elas.

Por que sou mórmon?

Eu me tornei Mórmon, pois apesar de nunca ter acreditado em Deus antes da minha conversão a este verdadeiro evangelho eu nunca tinha sido "tocado". Já havia participado de cultos evangélicos e ido a igreja católica, mas nunca tinha sentido que ali era meu lugar. Quando os elderes começaram a ir na minha casa, eu fazia todo tipo de pergunta e tentava deixá-los em situações difíceis, mas eles sempre foram atenciosos e me pediam apenas que eu orasse e pedisse a Deus pela resposta se esta era a igreja verdadeira. Um dia, resolvi fazer a oração e tive a minha revelação. E uma coisa eu posso afirmar, se Deus deu uma revelação à mim, é por que ele é muito bondoso, pois eu nunca tinha respeitado a sua existência e mesmo assim ele foi benevolente e me atendeu. Foi uma experiencia maravilhosa e reveladora, após isso eu resolvi me batizar e logo depois o resto da minha família. Hoje sentamos toda a tarde à mesa e conversamos sobre as coisas de Deus, e isso nos mantem unidos.

Como vivo minha fé

Me batizei a pouco tempo, estou procurando aprender tudo que eu posso o mais rápido possível, me dedico muito a leitura dos livros indicados pela igreja, e rezo à Deus por um chamado, pois entendi que estamos neste mundo para cumprir a obra de do nosso Senhor. Minha mãe é viúva e sou o filho mais velho, sendo o "patriarca" da família tento auxiliá-la e a minha irmã com tudo que me é possível.