mormon.org Brasil
Vinicius Suares da Silva: poesia, xadrez, jovem, missionário, Mórmon.

Oi, eu sou Vinicius Suares da Silva

Sobre mim

Tenho 18 anos e vivi toda minha vida aqui em São Paulo. Gosto de matemática, xadrez, futebol e poesia. Desde pequeno, sonho em ser missionário. Renunciei à faculdade, curso e outros assuntos pessoais para servir como missionário da Igreja na área designada como "Curitiba Sul", entre outubro de 2016 até outubro de 2018.

Por que sou mórmon?

Sou mórmon não porque meus pais também o são ou porque nasci na igreja. Não tem nada a ver com tradição, embora, obviamente, tenha começado por causa disso. Sou mórmon porque sei que a Igreja de Jesus Cristo é verdadeira; não porque alguém me disse, mas porque, quando eu tinha 11 anos, eu orei para saber se ela realmente era e obtive uma resposta inconfundível de Deus. Sou mórmon porque o Livro de Mórmon é o alicerce fundamental da minha crença, compreensão e devoção por Jesus Cristo. É o alicerce fundamental da minha vida. Tenho muitos amigos na igreja, amo estar com eles, mas não é por isso que sou mórmon, embora isso também ajude. Sou mórmon porque amo as oportunidades de progresso que tenho, as exigências que me esforço por seguir e a possibilidade real de ter uma família eterna. Por causa dessas coisas, principalmente, sou mórmon.

Histórias Pessoais

Como seus dons e talentos abençoam outras pessoas?

Deus é perfeito e realmente possui tudo que é bom. Nós somos seus filhos. Naturalmente, herdamos algumas características, habilidades e atributos de nosso Pai que, novamente, possui tudo o que é bom. Mas nenhum de nós herdou tudo que há de bom. Uns herdaram umas coisas; e outros, outras. E isso para que nós todos, juntos, pudéssemos receber tudo o que é bom - cada um ajudando o outro com o que tem e todos sendo abençoado por todos. Algo que herdei do Pai Celestial é o dom da oratória; sou capaz de me comunicar bem tanto por escrito quanto oralmente, e amo falar em público e escrever poesia. Nem todas as pessoas são boas com isso, como eu não sou bom com algumas outras coisas. Entretanto, já pude abençoar meus companheiros da escola tomando a frente nos grupos de estudo e fazendo revisões e aulas para poder ajudá-los a entender melhor as matérias antes das provas. Também já escrevi um livro auto-publicado de poesias e procuro sempre escrever e publicar poemas esporádicos. Em outubro, vou servir como missionário da igreja e usar meu dom para ensinar o evangelho de Jesus Cristo ao maior número de pessoas que eu encontrar. Essas são só algumas das formas que já usei meus dons para abençoar outros, mas sei que ainda existem muitos mais meios e possibilidades. Deus, que possui todos os dons, dá um ou outro dom para um de seus filhos para que esse filho possa abençoar um irmão que não recebeu esse mesmo dom de Deus, ao mesmo tempo que ele deve ser abençoado pelos dons que não lhe foram concedidos, mas foram concedidos a outrem.

Como vivo minha fé

Tenho muitos amigos na igreja e amo sair com eles para bailes, passeios ou simplesmente conversar e rir um pouco. Na igreja, na região onde moro, sirvo como secretário, cuidando principalmente da agenda do Bispo para que ele consiga alcançar todas as famílias da congregação, do calendário das atividades e das atas das reuniões. Também visito algumas famílias que moram perto de casa, junto com meu pai; esforçamo-nos por zelar pelo bem-estar delas e compartilhar uma mensagem do evangelho todos os meses. Além disso, também sirvo ajudando os membros da igreja a pesquisarem seus antepassados e conhecerem suas histórias familiares. Apesar de tudo isso, não me sinto atarefado de mais. Amo o evangelho e a oportunidade de servir a Jesus Cristo, Sua Igreja e meus irmãos.