mormon.org Brasil
Bruno Fernandes: Tênis de Mesa, Quebra-cabeças, Missionário, Família, Genealogia, Trilhas, Mórmon.

Oi, eu sou Bruno Fernandes

Sobre mim

Tenho uma esposa maravilhosa e três filhos extraordinários, cada um de nós nasceu em cidades diferentes. Antes de servir uma missão de tempo integral fui campeão nacional de tênis de mesa em categoria não-profissional. Meu chamado missionário extraviou e recebi uma ligação do meu presidente de missão me informando que deveria estar no campo missionário 12 horas depois da ligação. Eu estava em primeiro lugar no ranking nacional e precisava tomar uma decisão dramática em questão de segundos, mas não tive problema em decidir pois já havia tomado essa decisão anos antes. Sou formado em tecnologia da informação com MBA em Gestão Empresarial. Minha esposa é formada em Letras e também como Chef de Alta Cozinha. Gosto de montar quebra-cabeças. Ganhei meu primeiro quebra-cabeças de 1.000 peças em uma noite de natal e de manhã quando todos levantaram ele já estava montado. Desde aí tenho montado e emoldurado quebra-cabeças de 1.000 a 5.000 peças, meu próximo desafio é montar um de 8.000 peças. No início precisava cobrir os quebra-cabeças com uma toalha, na mesa de jantar, para meus filhos pequenos não perderem ou comerem as peças! Hoje eles já me ajudam, mas por várias semanas a mesa de jantar fica interditada! kkkk Nossa família adora fazer trilhas e caminhadas, explorar lugares novos, viajar e se divertir.

Por que sou mórmon?

Minha mãe conheceu a Igreja quando eu tinha 3 meses de idade. Enquanto meu pai era vivo, ele acompanhava meu irmão mais velho e eu aos domingos em jogos de futebol no time onde jogávamos, por isso, durante algum tempo faltei à Igreja com muita frequência, a minha mãe levava minha irmã e irmão caçula para a Igreja todos os domingos. Meu pai faleceu quando eu tinha 12 anos e desde aí minha mãe tem levado os quatro filhos para a Igreja, foi então que adquiri um testemunho próprio de que estamos no caminho certo, abandonei o futebol aos domingos e iniciei uma carreira no tênis de mesa cujos torneios eram aos sábados. Como membro da igreja e líder eclesiástico, gosto de servir as pessoas, visitar a casa delas e ajudá-las em suas dificuldades e desafios. Sempre fui tímido, mas por alguma razão gosto de fazer discursos na Igreja e ensinar aulas sobre o evangelho, motivando as pessoas e incentivando-as a viverem uma vida melhor e mais feliz. Servi como missionário da Igreja durante dois anos e isso mudou toda a minha vida. Trabalho com educação religiosa entre os jovens da Igreja, não existe trabalho melhor!

Histórias Pessoais

Poderia explicar o papel que a oração desempenha em sua vida?

Adoro conversar com o meu Pai. Tenho um sentimento claro de que Ele me aguarda a cada dia ao me ajoelhar ao lado da minha cama e conversar com Ele. Essa tem sido uma prática em minha vida por muitos anos, a cada manhã ao acordar e a cada noite ao deitar. É um momento sagrado, é um momento inspirador, é o meu momento com meu Pai.

Como vivo minha fé

Amo minha família, uma noite por semana nos reunimos para falar de coisas espirituais, além de orarmos e estudarmos as escrituras em família todos os dias. Gostamos de colar citações da conferência geral pelas paredes da casa durante seis meses e depois trocamos após a próxima conferência. Almoçamos todos os dias com apóstolos e profetas (temos fotos deles ao lado da mesa das refeições). Minha esposa trabalha com genealogia desde os 17 anos de idade, com ancestrais traçados em vários ramos da família que vão até centenas de anos atrás. Minha esposa e filhos me acompanham com muita frequência em meu trabalho e atividades com jovens de 14 a 30 anos, há quase 15 anos, em vários lugares do Brasil.