mormon.org Brasil
Brenda: música, missão, artes, família, sociedade de socorro, Brenda Mariano, Mórmon.

Oi, eu sou Brenda

Sobre mim

Tenho 19 anos, terminei o ensino médio e me formei no curso técnico de design de interiores enquanto ainda cursava o colégio. Estudei muito para ingressar em uma faculdade de arquitetura, mas o Senhor reservou outros planos pra mim e partirei em uma missão de tempo integral ainda este ano. Estudei piano por muitos anos, e portanto a música é algo realmente importante para mim. Adoro ler, ver filmes e de participar de programas que envolvam toda a família. Tenho minha família como meu maior tesouro. Adoro "quase" tudo relacionado à arte: música, teatro, cinema, história, desenhos etc., e a parte criativa de mim, é despertada quando estou disposta a fazer algo especial para alguém como familiares, amigos próximos ou meu namorado.

Por que sou mórmon?

Nasci e fui criada dentro dos "ensinamentos mórmons". Mas não é por isso que sou membro de a igreja de Jesus Cristo SUD. Durante minha vida tive muitas oportunidades e motivos de seguir outros caminhos, que ás vezes pareciam até mais interessantes, mas muitos deles não tinham um propósito, e todos precisam de um propósito para sentirem-se completos. E os únicos momentos da minha vida que eu sentia ter um propósito, não qualquer propósito, mas um propósito eterno a conquistar, foram quando eu me esforçava para seguir o que eu aprendia na igreja. Percebi por mim mesma que fazendo parte deste evangelho, consigo me sentir completa, e consigo sentir que completo algo, que faço parte de um plano muito maior do que somos capazes de imaginar. Tenho um testemunho de que Cristo vive, e de que esta é a única e verdadeira igreja Dele na face desta terra, e Ele está esperando que tenhamos fé em seus ensinamentos para um dia voltarmos à sua presença.

Histórias Pessoais

Como seus dons e talentos abençoam outras pessoas?

Algo que aprendi ao decorrer dos anos, é que Deus nos dá nossos dons e talentos, e temos a responsabilidade de usá-los para o benefício de outros. Um de meus talentos é a música, comecei a estudar piano aos 7 anos e com um ano de aula já comecei a tocar alguns hinos na igreja. Fui me aperfeiçoando, e me sentindo mais segura para compartilhar esse talento com outros. Comecei a ensaiar pequenos corais, e aos 15 anos fui convidada para tocar em um coral maior, não achava que seria capaz, mas precisavam de mim, então aceitei. Dali em diante, muitos pediam ajuda para ensaiar musicais, apresentações especiais e etc. Tive inclusive a oportunidade de dar aulas voluntárias para algumas pessoas que tinham interesse em aprender a tocar. Dediquei muito do meu tempo para ajudar outras pessoas com a música, mas eu só percebi a importância desse meu ato em compartilhar meu talento, quando começaram a me dizer a importância da música, e como ela tinha o poder de transformar o ambiente e trazer paz ao coração das pessoas. Fico feliz em ver que posso ajudar os outros através de um gesto simples, apenas compartilhando algo que Deus me deu.

Como o Livro de Mórmon o aproximou mais de Deus?

O Livro de Mórmon é um dos poucos livros que li mais de uma vez e não me canso de lê-lo. A cada vez que leio, recebo mais conhecimento e maturidade em relação ao meu testemunho e sentimentos por ele. Este livro nos ensina a maneira como Deus age entre os homens, o que nos ajuda a aprender a como nos achegarmos a Ele. Além disso, o livro de Mórmon está repleto de histórias de fé, coragem, perseverança e lealdade a Deus, que ensinam de que maneira o bem traz prosperidade e o mal traz destruição. Tenho prazer em lê-lo, me traz uma série de sentimentos e emoções distintas, principalmente quando reconheço que aquelas são histórias reais, de pessoas reais, de um povo que viveu aqui nas Américas. Orei e senti em meu coração a veracidade do Livro de Mórmon, ele contém palavras inspiradas de profetas antigos, mas que são direcionadas e se aplicam especialmente para os nossos dias. A cada dia que leio o Livro de Mórmon, sinto Deus mais presente em minha vida.

Por que os mórmons saem em missão?

Fico feliz em responder isso, pois estarei partindo para ser uma missionária em menos de dois meses. Nós membros de A Igreja de Jesus Cristo SUD, temos a certeza de que o que vivemos é verdade, e somos felizes. Conhecer esse é evangelho é algo tão maravilhoso, que temos a necessidade de compartilhá-lo com outras pessoas, todos precisam e têm o direito de saber a verdade. É aí que os missionários entram. Jovens do mundo inteiro colocam sua vida à disposição de Deus para compartilhar essa verdade com pessoas de todos os lugares. Os missionários deixam tudo para traz, sacrificando-se, assim como Cristo fez, isso os torna verdadeiros representantes de Jesus Cristo, e assim Deus lhes concede força espiritual e autoridade para ensinar.

Poderia falar um pouco sobre seu batismo?

Já faz muito tempo, mas me lembro claramente de como aquele dia foi especial para mim. Eu tinha apenas 8 anos, mas já podia compreender a decisão importante que estava tomando ao me batizar. Meus pais conversaram muito sério comigo, sobre o que aquilo representava, e me ensinaram os convênios que eu estaria fazendo com Deus. Eu sabia que minhas responsabilidades aumentariam, mas mesmo criança, me sentia preparada para isso. Foi no dia 13 de Outubro de 2002. Muitos de meus amigos estavam presentes, sentia aquela alegria inocente de criança. Meu pai realizou meu batismo, e ainda me lembro como foi entrar naquela água gelada. Quando mergulhei e emergi, senti algo bom, a luz de Cristo estava comigo.

Compartilhe seus sentimentos/seu testemunho sobre Joseph Smith.

Deus esperou o momento certo, e a pessoa certa para restaurar as verdades de seu evangelho aqui na terra. E eu sei que essa pessoa foi Joseph Smith, um profeta moderno, escolhido para guiar-nos nesta dispensação. A vida de Joseph presta testemunho do seu papel como profeta da igreja. Ele dedicou sua vida para que todos nós pudéssemos ter o conhecimento das verdades eternas que podem nos levar a presença de Deus. Joseph Smith NÃO deve ser adorado, mas sei que devemos ser eternamente gratos pelas bençãos que a sua vida reta e digna nos proporcionou.

Como seu conhecimento do Plano de Felicidade mudou/beneficiou sua vida?

Todos nós buscamos respostas sobre nossa existência, de onde viemos, para onde vamos, e qual o nosso propósito nessa vida. Todas essas perguntas me foram respondidas através do Plano de felicidade do meu Pai Celestial. Morávamos com Ele, viemos a terra para aperfeiçoar-nos e sermos testados, e nossa vida aqui determinará se poderemos um dia voltar a viver com Deus. O conhecimento desse plano proporciona a todos um propósito de vida, nos ensina que um dia podemos obter uma felicidade eterna ao lado das pessoas que amamos, se formos dignos dessa benção. Saber deste Plano de amor do Pai Celestial para nós, mudou minha vida, porque me deu um objetivo e uma esperança que me ajuda a enfrentar os momentos difíceis, pois me lembro sempre que lá na frente tudo ficará bem se eu permanecer firme e suportar as provações.

Como vivo minha fé

Na igreja, faço parte de uma ala, em que todos são bem vindos, mesmo aqueles que não são membros de nosso grupo. Assim como cada membro, possuo responsabilidades para ajudar no crescimento e fortalecimento de nossa ala. Sou secretária da liderança da organização das mulheres, nessa organização, cuidamos umas das outras e nos organizamos para ajudar as famílias da ala e pessoas ou grupos que estejam precisando de auxílio. Também sou responsável pela música, toco piano para a congregação e também ensaio corais para apresentações especiais. A música é uma parte importante, pois ajuda a nos achegarmos de Deus, e está presente em quase todas atividades que realizamos.