mormon.org Brasil
Graziele Alves: Mórmon.

Oi, eu sou Graziele Alves

Sobre mim

Tenho 20 anos e me tornei membro da Igreja aos 16 anos junto com meus 3 irmãos, todos no mesmo ano mas cada um no seu tempo. Gosto muito de conhecer pessoas novas, encontrar conexões, ler bons livros, dançar, etc, e principalmente, ser útil. Gosto de saber que posso ajudar outras pessoas e fazer coisas relevantes para seu crescimento e para o meu próprio. Atualmente servirei como missionária Mórmon na missão Cabo Verde Praia, estou muito animada com a oportunidade de conhecer pessoas diferentes mas que se assemelham bastante a nós Brasileiros. Ouvi uma vez um homem dizer que se países pudessem ser irmãos, nós (Brasil) e Cabo Verde com certeza seriamos, mas separados por um oceano. Servirei a partir de 16/05/2018. Seguirei os passas do meu Salvador Jesus Cristo e dos meus irmãos mais velhos, que também serviram como missionários. Amo esse evangelho, amo saber que o Pai Celeste sempre está comigo, e por sentir uma Paz cada vez que compartilho o meu testemunho e o meu amor pelas verdades contidas no Livro de Mórmon e nas palavras dos Santos Profetas. Espero que um dia toda a humanidade possa ser capaz de sentir isso, e que a Paz e o Amor reinem por todo canto de nosso Planeta.

Por que sou mórmon?

Eu tenho um testemunho da verdade do evangelho, não porque alguém me disse, mas porque eu senti que é. Um dia duas missionárias me pediram pra orar, pra não confiar apenas no que elas falavam mas perguntar diretamente a Deus se aquilo que elas me ensinavam era verdade, e eu o fiz. Orei, e tenho orado desde então. Sempre que me sinto fraca ou com dúvida sobre algo, e sei, como uma promessa que posso perguntar ao Pai Celeste e Ele me responde, no tempo certo. Sei que esse testemunho é algo particular, e que cada um sente de maneira diferente, mas independente de como ele aparece, sempre será como um sentimento bom.

Como vivo minha fé

Tento sempre agir de maneira semelhante a Jesus Cristo, ao que ele fez quando passou seu período na Terra, ou seja, servindo ao próximo. Dentro da Igreja já tive a oportunidade de servir de diversas maneiras, como líder em uma classe de moças de 16 a 18 anos, como Regente durante as reuniões, ajudando a organizar atividades para crianças de 8 a 11 anos, dando aulas, como líder e responsável pelas crianças aos domingos enquanto seus pais assistem as outras aulas destinadas a eles. É um trabalho gratificante e maravilhoso, sempre mais próxima do que Jesus Cristo teve a oportunidade de fazer