mormon.org Brasil
Leonardo Portela: concurseiro, Direito, Advogado, Pai, filhas, Mórmon.

Oi, eu sou Leonardo Portela

Sobre mim

Sou formado em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco. Também chegar a cursar Engenharia de Computação, mas larguei, pois esse curso era pela manhã e eu tinha que trabalhar para ajudar no sustento de meus pais. Assim, após terminar o curso de Direito, passei na prova da OAB, tornando-me advogado. Em seguida, fui nomeado como servidor do Tribunal de Justiça de Pernambuco. Trabalho como Chefe de Secretaria de uma Vara Judicial com mais de 300.000 processos. No trabalho, coloco em prática muitos dos princípios de liderança que aprendi na Igreja, principalmente que liderar é servir. E, no meio de um turbilhão de coisas para fazer, com poucos recursos, tenho que exercer bastante disciplina e organização e isso aprendi como missionário de tempo de integral da Igreja. Amo ser pai! Acredito que no lar que sou mais necessário. Tudo que eu faço é pensando em minha esposa e filhos. Meus amigos que não são da Igreja acham que eu me casei e que eu tive filhos muito cedo. Entretanto, tenho um testemunho do Plano de Salvação e sei que era isso que deveria fazer. Logo após dois meses de casados, minha esposa e eu ficamos "grávidos". Muitas pessoas no Brasil estão estudando para concurso público e eu também. Almejo um dia ser Juiz. Sei que vai ser difícil, pois enquanto outros não são casados nem têm filhos, preciso dividir meu tempo entre família, trabalho, chamado na Igreja, idas ao Templo etc. Será mais difícil para mim, mas sei que Deus vela por mim e que me ajudará!

Por que sou mórmon?

Fui batizado com 11 anos de idade. Na época meus pais não eram membros da Igreja. Passei por muitas tribulações em minha juventude, principalmente por não contar com o apoio de minha família. Mas com fé e persistência, pude ensinar o evangelho a minha mãe e irmãs, batizando-as. Também batizei meu três sobrinhos. O que me ajudou a ter certeza que a Igreja é verdadeira foi saber que Deus me ama e que Ele responde minhas orações. Pude estudar o Livro de Mórmon e perguntar a Deus se era verdadeiro. Não tive visões, sonhos ou experiências tidas como "profundas", mas o cálido Espírito do Senhor tocou meu coração e durante meses, esse testemunho fora se fortalecendo a medida que eu estudava as escrituras, orava e fazia o que era certo. Estou mais próximo de Deus e de Jesus Cristo. Sinto-Os guiando minha vida e endireitando minhas veredas. Tenho um testemunho muito forte do dízimo e da oração. Lembro-me que um dia fiquei sabendo que iria ter uma Pós-Graduação em Direito Tributária, cujo valor era muito alto. Orei tanto ao Senhor para cursar essa especialização. Entrei em contato com a Diretora do Curso em Pernambuco, expliquei-lhe sobre meu desejo de estudar essa disciplina e de minha situação financeira. Não recebi resposta no momento. Um dia antes do curso começar fiquei aguardando algum telefonema, sem sucesso. Fiz uma oração no dia e senti que deveria ficar calmo, pois tudo daria certo. Assim, no dia do curso, enquanto estava indo para outro local, recebi uma ligação da secretaria afirmando que pela primeira vez a Diretora iria dar uma bolsa de estudos integral e seria para mim. Pediu para eu vir agora para o curso, pois estava começando as aulas. Que benção! Sei que fora o Senhor que respondeu minha oração e abençoou-me por ser um dizimista integral. Aprendi em minha vida como membro que quando somos obedientes, temos paz, segurança e sucesso em nossa jornada.

Histórias Pessoais

Como seus dons e talentos abençoam outras pessoas?

Sempre me preocupei em fazer algo pelas pessoas, já que fui muito abençoado por pessoas que me amavam. Então, em meu trabalho, posso ajudar os demais servidores a se manterem motivados apesar de tantas dificuldades, inclusive o excesso de trabalho e a escassez de mão-de-obra, bem como a falta de estrutura. Mesmo assim, temos executado um ótimo trabalho em nossa unidade judiciária, podendo ajudar mais e mais pessoas a resolverem seus problemas judiciais. Sinto que o fato de orar pedindo ajuda ao Senhor pôde me ajudar bastante, pois aprendi em Alma 34 (Livro de Mórmon) que deveria orar por todas as coisas, inclusive por nosso trabalho. Assim, com os talentos desenvolvidos na Igreja de Cristo, tais como organização, liderança, caridade e ensino, posso ser um Líder melhor em meu trabalho e sentir-me feliz por isso. Posso perceber quando um liderado está com problemas, chegar mais perto dele e ajudá-lo, com isso o trabalho se torna algo feliz e prazeroso para todos, independente de qual trabalho seja, independente das circunstâncias.

Como vivo minha fé

Amo estar com pessoas e ajudá-las. Gosto de ver que todos nós somos filhos de Deus e que podemos nos ajudar mutuamente independente de nossas crenças. Atualmente sirvo como Primeiro Conselheiro do Bispo. Sou da Ala Jardim Atlântico, Olinda - PE. Também trabalho no Templo como Oficiante Restrito (voluntário). Antes disso, já servir em muitos outros cargos da Igreja: Presidente dos Rapazes da Ala, Presidente da Escola Dominical da Ala, Líder da Missão da Ala, Professor da Escola Dominical, Sumo-conselheiro da Estaca, entre outros. Também com 19 anos servi como Missionário de Tempo Integral na Missão Brasil Fortaleza (2000-2002). Esse foi um tempo sagrado de minha vida, onde aprender intensamente o que é ser um discípulo de Jesus Cristo. De todas as minhas responsabilidades na Igreja, a mais importante é cuidar de minha própria família, pois, disse um Profeta da Igreja, "nenhum sucesso na vida compensa o fracasso no lar".