mormon.org Brasil
Jailton: estudante, feira de santana, medicina, piano, bahia, inglês, Mórmon.

Oi, eu sou Jailton

Sobre mim

Bem, eu gosto de estudar e aprender novos idiomas. Eu toco piano (um pouco) e amo boa música. Após servir como um missionário da Igreja, pretendo me tornar um médico, na verdade, um neurocirurgião.

Por que sou mórmon?

Porque em janeiro de 2008, quando eu tinha 14 anos de idade, eu estava sendo ensinado pelos missionários em minha casa e, enquanto eles falavam, eu soube em minha mente e em meu coração que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é verdadeira. Através desta experiência sagrada e de muitas outras ao longo desses anos como membro da igreja, posso afirmar com certeza que este é o caminho certo.

Histórias Pessoais

Poderia falar um pouco sobre seu batismo?

Eu fui batizado em 27 de janeiro de 2008, aos 14 anos. Se existe alguma decisão da qual eu nunca me arrependi, foi essa. Eu sabia que a igreja era verdadeira e que ser batizado era essencial para que eu retornasse ao Pai Celestial. Minha família, meus amigos e muitos outros membros da igreja estavam presentes em meu batismo e foi muito especial. Não existe sentimento melhor do que saber que você foi batizado por um homem autorizado por Deus para fazê-lo. É difícil explicar com palavras, mas após o meu batismo, senti-me extremamente leve. Senti como se um grande peso houvesse sido tirado de mim. Meus pecados haviam sido perdoados e deixados na água. Eu senti-me puro.

Como a frequência às reuniões da Igreja ajuda você?

As reuniões da igreja são importantes para aumentar o meu conhecimento e, principalmente, fortalecer o meu testemunho. Ao adquirir um novo conhecimento ou reforçar algo já aprendido, posso sentir o Espírito testificar a mim sobre a veracidade de tais coisas. Todas as reuniões são importantes, contudo a reunião sacramental, aos domingos, é a mais importante de todas e dá-nos a oportunidade de renovar as promessas que fizemos com o Senhor, sermos purificados de nossos pecados e de lembrar do Salvador.

Como vivo minha fé

Eu vivo minha fé orando todos os dias ao Pai Celestial e sempre tendo uma oração em meu coração. Eu estudo as escrituras todos os dias buscando pelas instruções de Deus. Eu sirvo na igreja auxiliando o trabalho dos missionários da minha unidade e dou aula para os jovens de 14 a 18 anos em um programa chamado seminário de religião, onde estudamos as escrituras durante a semana.