mormon.org Brasil
Karlinha: cozinha, família eterna, testemunho, negra, Karlinha, São Paulo, Mórmon.

Oi, eu sou Karlinha

Sobre mim

Sou uma pessoa que ama estar na companhia dos amigos e participar das atividades. Gosto muito de ficar em casa na companhia de minha família, cozinhar para as pessoas que amo. Trabalho atualmente em uma escola de educação infantil e a companhia das crianças no meu dia a dia me mostram maneiras diferentes de me portar como filha de Deus diante do mundo. Amo aprender coisas novas. Um dos meus maiores desejos é sair em viagem para conhecer melhor o meu país e estudar um pouco da gastronomia nacional. Tenho centrado minha vida em Jesus Cristo, meu Salvador e exemplo, desde a minha adolescência, e procuro sempre levar meu exemplo para que outros vejam em mim a fé e minha crença e tenham também o desejo de saber mais a respeito da religião mórmon.

Por que sou mórmon?

Minha vida seria muito diferente se não fosse membro da Igreja. Lá encontro todas as coisas que fazem bem à minha alma. Na Igreja aprendi que minha natureza é divina e fortaleci ainda na minha adolescência, através de um discurso do então Presidente Gordon b. Hinckley que sou uma filha especial do Pai Celestial e que Ele não me enviou à Terra para fracassar. Sei bem quem sou e qual é a minha missão aqui na Terra. Procuro trabalhar de modo a ser digna de voltar a viver com meu Senhor. Sei que através da expiação de Jesus Cristo e do continuo arrependimento e de minhas obras posso viver novamente na Presença de Deus, ao lado de minha família.

Histórias Pessoais

Como a frequência às reuniões da Igreja ajuda você?

Estar nas reuniões dominicais não é somente um hábito ou rotina, mas é essencial para renovarmos semanalmente os convênios que fizemos no batismo, além de sermos fortalecidos na fé através do testemunho um dos outros. As reuniões dominicais são fundamentais para aprimorarmos nossa fé e crença, para nos lembrarmos sempre de quem somos e o motivo pelo qual estamos aqui. Além delas temos aulas de Instituo de religião para os jovens acima de 18 anos, e o Seminário, para os jovens de 14 à 18. Essas aulas são importantes pois aprendemos através dos estudos das chamadas Obras Padrão (Velho Testamento, Novo Testamento, Livro de Mórmon, Doutrina e Convênios e Pérola de Grande Valor), que contém os ensinamentos nos quais baseamos nossa vida.

Como o Livro de Mórmon o aproximou mais de Deus?

O próprio Livro de de Mórmon me mostrou que é um outro Testamento de Jesus Cristo. Através do estudo pessoal eu posso compreender o porquê de estar nessa terra e todas as coisas que posso fazer para que minha estada aqui me leve a ter um progresso eterno. O Livro de Mórmon me ensina que, como filha de Deus, tenho uma missão aqui e na Terra e que, ao cumprir essa missão, poderei voltar a viver com meu Pai Celeste e tornar-me como Ele é. Através do estudo do Livro de Mórmon com a Bíblia, as coisas que procuro tornam-se claras em minha mente, e me levam a fazer as coisas que agradam a Deus, de modo a merecer suas bençãos. O Livro de Mórmon me mostra que Deus vive, que Seu Filho Jesus Cristo veio á Terra para minha salvação e de todos os Seus Filhos, expiando por nossos pecados e mostrando que posso ser mais feliz se deixar Sua vontade prevalecer em minha vida.

Como vivo minha fé

Como membro da Sociedade de Socorro, a maior organização mundial de mulheres, é um prazer estar todos os domingos na Igreja e poder ouvir os ensinamentos do Salvador e de seus profetas na companhia de irmãs tão especiais. Com seu exemplo é muito fácil enxergar o tipo de mulher que quero ser e como devo agir para ser quem devo ser. O estudo pessoal das escrituras me fortalecem dia a dia e não é raro encontrar respostas às minhas orações enquanto estudo. O Livro de Mórmon é o centro de minha vida. Nele posso encontrar diretrizes que não poderia encontrar em outro lugar. Como membro do MAS (membros adultos solteiros) conto com a companhia de amigos que são exemplos e que me inspiram. Organizamos atividades recreativas salutares, bailes, noites familiares, acampamentos e outras atividades que nos mostram como podemo ser felizes sem estar vivendo os padrões que o mundo ensina, mas os padrões que o Salvador nos ensinou.