mormon.org Brasil
Júlio: Mórmon.

Oi, eu sou Júlio

Sobre mim

https://mormonsud.net/inspiracao/historias-de-conversao-internet/ Além de servir na igreja, trabalho como segurança privado. Pratico HEMA e gosto de ler, ouvir boa música, fazer amigos...

Por que sou mórmon?

Eu estava em busca de respostas e certezas. E elas não vieram tão fácil e rapidamente quanto gostaria. Já era noite e eu estava atrasado para um teste na faculdade e era esse dia que as respostas “atrasadas” chegariam. Vi os missionários mórmons passando e senti em meu íntimo que deveria pará-los. Infelizmente, não foi possível. “Naquela época[2003] não havia tantas informações quanto temos hoje. Porém, digitei apenas o termo mórmon e tudo que encontrava, eu lia.” Dentre os muitos resultados encontrados, estava o site oficial da Igreja e outros sites em idiomas como alemão e francês. A luz chegou de fato, quando vi em uma página da internet um anúncio para pedir um exemplar de O Livro de Mórmon: “Naquele momento, não pensei se o livro seria cobrado ou qual seria o valor, eu só queria um contato maior, alguém que pudesse me ajudar a chegar mais perto daquelas coisas que eu estava lendo e acreditando.” Pelas informações enviadas, os missionários de outra cidade me contactaram e fui encontrá-los na estação de comboios. Ao fim daquela primeira palestra, os missionários foram mais uma vez surpreendidos positivamente. “Eu disse aos missionários que queria ser batizado logo no início da conversa!”. E no domingo seguinte, eu estava na estação Comboios de Abrantes: “Liguei para os missionários, no domingo 28 de setembro e disse a eles que estava na estação.” Alguns domingos depois, 12 de outubro de 2003, fui enfim batizado. Eu estava preparado para o Evangelho, só não sabia onde poderia encontrar a verdade. Isso remete a Escritura de D&C 123:12: “Pois ainda existe muita gente na Terra, em todas as seitas, partidos e denominações, que é cegada pela astúcia sutil dos homens que ficam à espreita para enganar, e que só está afastada da verdade por não saber onde encontrá-la.” “Desde aquele domingo, até hoje, eu tenho ido a Igreja. Nunca mais parei e pretendo nunca parar.”

Como vivo minha fé

Sou Secretário da Ala e Líder da Missão da Ala. Tento pelo exemplo incentivar os membros da Ala ajudarem os missionários de tempo integral para que a Ala - e consequentemente a igreja - possa crescer aqui. No meu dia-a-dia super atarefado, sempre arranjo um tempo para servir (seja acompanhando os missionários ou contactando os membros), bem como compartilhando as minhas crenças com todos a minha volta.