mormon.org Brasil
Richardson Luz: Richardson, Roteirista, Sociólogo, Policial, Cinema, Mórmon.

Oi, eu sou Richardson Luz

Sobre mim

Sou policial civil, Atualmente trabalho internamente na polícia, o que me dá tempo para pensar em continuar meus estudos. Gosto de produção em cinema, escrevo roteiros de filmes, mas por enquanto nenhum deles foi filmado. Sou pai de um jovem de 20 anos que está cumprindo Missão de tempo integral em Recife, no nordeste do Brasil. Meus passatempos incluem criar cursos e palestras sobre diversos assuntos, principalmente os que eu tenho bastantes informações. Gosto de leituras didáticas, que me ensinem algo sobre um tema específico, por exemplo, cinema, sociologia etc.

Por que sou mórmon?

Desde jovem procurava por algo que desse significado à minha vida. Estive em outras religiões pesquisando suas doutrinas, estive também e, grupos filosóficos, li muito sobre o assunto e até participei de algumas reuniões dessas religiões e grupos, muitos deles tinham até algum tipo de aversão a religiões "confessionais", como classificavam. Num desses grupos fui até uma fase bastante adiantada de estudos e práticas, mas eu sentia que havia mais coisas, que se havia um Deus esse Deus era justo e deixaria uma doutrina clara e límpida como água de piscina, ou branca como a neve. Quando eu conheci a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, aceitei receber as lições dos Missionários Mórmons e, quando fui desafiado para o batismo, não aceitei de cara. Eu tinha que verificar e pesquisar mais. Fui a algumas reuniões, conversei com pessoas e principalmente, conforme instruído pelos missionários, orei a respeito. Numa dessas orações recebi a resposta que esperava. Num sonho que tive pude ver que aqueles jovens missionários possuíam a autoridade eclesiástica que diziam possuir, foi nesse momento que tomei a decisão de filiar-me à igreja. Nenhuma outra denominação religiosa ou grupo filosófico que visitei falou em família eterna, convênios com Deus, oração direta a Ele, por intermédio de Jesus Cristo. Hoje, 12 anos depois tenho uma família que, sei que mesmo depois de morrer, estaremos juntos na eternidade. Fiz convênios com meu Pai Celestial, com promessas grandiosas de vida eterna juntamente com Ele e toda a minha família, seu eu fizer por merecer isso. Sei que essas promessas são verdadeiras, sei que Jesus Cristo vive e que Ele é nosso Salvador e Redentor, sou feliz por saber disso, sou feliz por poder viver o Evangelho cada dia de minha vida. Gostaria que outras pessoas deixassem a desconfiança de lado e verificassem isso por elas mesmas, como eu fiz. A decisão delas pode ser diferente, mas pelo menos tiveram coragem de fazê-lo.

Histórias Pessoais

Como seu conhecimento do Plano de Felicidade mudou/beneficiou sua vida?

Conhecendo o Plano de Felicidade tenho um mapa a percorrer, saí da escuridão, da ignorância espiritual. Através desse plano, sei que tenho que guardar os mandamentos para obter bênçãos, sei que tenho que amar o próximo e sacrificar meu tempo e talentos para ajudá-los. Sei também que se eu fizer tudo o que prevê o plano serei salvo no último dia com minha família para toda a eternidade viver junto ao Pai Celestial.

Como vivo minha fé

Atualmente sou Bispo de minha ala, desde 2010. Como tal sou responsável por mais de cem pessoas que pertencem à minha congregação. Vivo minha fé sempre pautado pela ajuda ao próximo, muitas vezes sacrificando meu próprio conforto para ajudar alguém em uma emergência. Penso sempre em ajudar as pessoas a entender e viver o Evangelho Restaurado, procuro vivê-lo em tudo o que faço, no meu trabalho, nos meus hobbies e nas relações pessoais. Eu gostaria que todos que conheço tentassem pelo menos ouvir ou conhecer que doutrina é essa, que Cristianismo é esse que pode ser vivido todos os dias de nossa vida, não somente aos domingos.