mormon.org Brasil
Gunther: Estados Unidos, Empresario, Musico, casado, gaucho, dificuldades, Mórmon.

Oi, eu sou Gunther

Sobre mim

Depois de cursar dois anos de medicina no Brasil, me mudei para os EUA e me formei em Finança, e depois recebi um mestrado em administração de empresas. Eu abri e opero varias empresas. Eu gosto de atividades físicas ao ar livre, aventuras de moto e tocar minha guitarra elétrica. Minha maior alegria vem de passar tempo com minha família.

Por que sou mórmon?

Eu sou mórmon porque me faz feliz. Eu não digo isso levianamente porque eu tenho tido muitas tristezas na minha vida, especialmente relacionadas a problemas de saúde dos meus filhos. Um dos meus filhos nasceu com 3 buracos no coração e estava muito doente pelo primeiro ano de sua vida. Logo depois de seu primeiro aniversario ele teve cirurgia cardíaca -- o que levou minha esposa e eu a encarar a realidade de que ele não sobreviveria. Outro dos meus filhos nasceu com hidrocefalia severa, o que resultou em severa deficiência mental, cegueira e surdez. Eu posso dizer que o evangelho de Cristo me faz feliz porque mesmo nos momentos de mais preocupação e incerteza, eu tive um sentimento de paz e confiança. Eu tenho um firme conhecimento de que Deus me conhece individualmente e que Ele esta em controle da minha vida. Eu sei que Ele me ama, e ama meus filhos, e quando momentos difíceis aparecem Ele esta constantemente me apoiando e ajudando. Então eu posso dizer que mesmo durante dificuldades, eu sou feliz. Eu tenho paz, e tenho esperança para o futuro e para a vida depois desta mortalidade, quando vou poder ver mais claramente que todas minhas lagrimas não são nada em comparação as lagrimas que o Salvador derramou por mim.

Como vivo minha fé

Eu tento manter-me distante das influencias negativas no mundo. Eu tento manter um estado de comunhão constante com o Espirito Santo. Adicionalmente, eu vimo minha fé sendo um bom amigo. Eu tento ser uma influencia positiva para todos com quem me encontro. Todos meus vizinhos me conhecem e sempre são recebidos com um sorriso. Eles sabem que sempre podem contar comigo para ajuda-los a arrumar um computador, mover mobília ou conversar um pouco.