mormon.org Brasil
Dinis: Lisboa, Portugal, Dinis, Jesus Cristo, Crianças, Felicidade, Mórmon.

Oi, eu sou Dinis

Sobre mim

Sou consultor de sistemas de informação e gestor de projectos. Tenho uma licenciatura em relações internacionais e falo vários idiomas. Gosto muito de viajar com a minha família e de conhecer novos lugares e novas pessoas. A cada verão tentamos conhecer um novo local, nem que seja por três ou quatro dias. Temos por hábito fazer muitas fotografias, para mais tarde podermos recordar!

Por que sou mórmon?

Quando era uma criança, tinha medo de morrer - não queria, no final da vida, ficar separado da minha família, num lugar triste e escuro. Quando soube que Jesus Cristo tinha ressucitado e que todos nós também vamos ressuscitar, fiquei eufórico, o meu grande pavor tinha desaparecido! Fiquei ainda mais feliz quando aprendi que poderia ficar ligado à minha família para todo o sempre, se fosse obediente, honesto e leal e se fizesse um compromisso especial com Deus num dos templos da Igreja. Dei esse passo em 1986, no templo de Berna, na Suiça (o templo que na altura era o mais próximo de Portugal). Dou grande valor ao evangelho de Jesus Cristo. Sei que ele vive e que eu posso, junto com a minha família ser feliz aqui na terra e na eternidade se seguir o seu exemplo. Num mundo tão conturbado e agitado, é bom ter o "oásis" do evangelho na minha vida e na vida da minha família. Fico feliz por saber que esta felicidade está à disposição de todas as pessoas, basta virem e verem quem somos e como vivemos o evangelho de Jesus Cristo.

Histórias Pessoais

O que você tem feito com sucesso para proteger sua família de influências indesejadas?

Acredito que a minha família pode ser protegida se estudarmos o evangelho de Jesus Cristo em conjunto e se orarmos todos os dias, pedindo por proteção e orientação. Podem parecer coisas simples, mas para nós têm feito toda a diferença, pois temos visto continuamente a mão de Deus a ajudar-nos em todas as coisas. Sentimos uma influência protetora que acreditamos vir do Espírito Santo. Esta influência está a disposição de todos os que a buscam com sinceridade e desejo.

Como vivo minha fé

Sou mórmon desde os 11 anos de idade. Em 1976, os missionários da Igreja abordaram o meu pai na rua, dizendo-lhe que eram representantes de Jesus Cristo e que tinham uma mensagem para toda a família. O meu pai aceitou o convite e os missionários vieram até nossa casa. Eu e os meus irmão ficámos muito animados por receber a visita de estrangeiros em nossa casa! Lembro-me que os missionários apresentaram a história de Joseph Smith e eu imediatamente senti que era verdade! Os missionários foram-nos ensinando que o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo tinha sido recuperado e e alguns meses mais tarde a nossa famíla de seis pessoas foi batizada - esse foi um dos dias mais felizes da minha vida. Em 1988 decidi ser também um missionário e estive dois anos a ensinar o evangelho nos Acores, Madeira e Ilhas Canárias. Foram dois dos melhores anos da minha vida, nunca os esquecerei. Hoje sou casado e tenho três filhos. Faço os possíveis para que eles também sigam o exemplo de Jesus Cristo.