mormon.org Brasil

Oi, eu sou まつもとゆきひろ (Matsumoto "Matz" Yukihiro)

  • Matsumoto "Matz" Yukihiro
  • Matsumoto "Matz" Yukihiro
  • Matsumoto "Matz" Yukihiro
  • Matsumoto "Matz" Yukihiro
  • Matsumoto "Matz" Yukihiro
  • Matsumoto "Matz" Yukihiro
  • Matsumoto "Matz" Yukihiro
  • Matsumoto "Matz" Yukihiro

Sobre mim

Sou da cidade de Yonago, na região de Tottori, no Japão. A Cidade de Yonago não tem uma população muito grande, mas fica numa área bonita, abençoada tanto pelo oceano como pelas montanhas. Fiquei interessado em programação quando estava no Ensino Médio e, desde que estudei Ciência da Computação na Universidade de Tsukuba, tenho trabalhado como programador. Desde 1993, venho criando e desenvolvendo a linguagem de programação Ruby de código aberto. A Ruby está se tornando uma linguagem de programação bem conhecida no mundo e é muito usada em muitas áreas, inclusive na web. Desde 1997, estou morando na Cidade de Matsue, na região de Shimane, que não é muito longe de onde fui criado. Também é uma cidade bonita. Sou casado e temos quatro filhos. Minhas duas filhas mais velhas estão atualmente frequentando uma escola em Tóquio e os dois mais novos — um menino e uma menina — moram conosco.

Por que sou mórmon?

O primeiro catalisador para que eu conhecesse a respeito da Igreja e do evangelho foi quando meus pais se converteram, quando eu ainda era criança. Acho que foi um grande desafio para os meus pais tornarem-se cristãos num país não cristão como o Japão. Depois disso, fui criado no evangelho, mas, então fui para a faculdade e comecei a morar sozinho. Quando orei com real intenção sobre minha própria fé, percebi que já tinha fé em Jesus Cristo. E depois servi como missionário de tempo integral para que assim pudesse falar a outras pessoas sobre isso.

Como vivo minha fé

Servi na Missão Japão Okayama. Desde aquela época, tenho servido em vários chamados na Igreja. Atualmente sou o primeiro conselheiro no bispado da Ala Matsue. Nessa região onde não há muitos membros da Igreja, também tenho a responsabilidade de ensinar as crianças da Primária e os jovens que frequentam o seminário.