mormon.org Brasil

Oi, eu sou Manuella

  • Manuella Bioleme
  • Manuella Bioleme
  • Manuella Bioleme
  • Manuella Bioleme
  • Manuella Bioleme
  • Manuella Bioleme
  • Manuella Bioleme
  • Manuella Bioleme

Sobre mim

Do meu nascimento até os 9 anos de idade, sempre vivi em Camarões até minha mãe se mudar para a Alemanha para morar com o meu padrasto; tive a oportunidade de crescer com duas culturas. O começo na Alemanha não foi fácil. Tive que me adaptar e entender minha nova vizinhança. Essa época está bem distante de mim agora, e não me lembro bem como aconteceu, mas em algum ponto eu entendi o idioma e comecei a falar, e então as coisas começaram a ficar mais fáceis para mim. Minha infância foi em Camarões e o meu crescimento foi e é influenciado pela Alemanha, onde passei nos testes do ensino médio (Abitur) e onde moro agora e frequento a universidade. Por causa da influência que a França tem sobre Camarões, ela também faz parte de mim. Depois de fazer um serviço voluntário na Inglaterra por 18 meses para a minha Igreja, aquele país e sua cultura se tornaram importantes para mim. Gosto muito de trabalhar com pessoas. Acho que é interessante ver as similaridades e diferenças entre as pessoas e descobrir diferentes culturas. Gosto de estar em lugares muito frequentados, rir, dançar e me divertir. Mas também é importante ter um tempo para mim mesma, ler ou escutar música ou pensar sobre mim mesma e o mundo.

Por que sou mórmon?

Tornar-me membro da Igreja foi algo que decidi aos 15 anos de idade. E nunca me arrependi disso. No começo tinha a opinião de que, ser batizada, era a coisa certa a fazer. Hoje, 10 anos depois, com toda a minha experiência, sei que foi a melhor decisão que eu poderia ter tomado e, ao fazê-lo, isso influenciou tudo o que tenho feito. As coisas que minha família e eu aprendemos em A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias têm melhorado a qualidade de nossa vida. A vida é como uma aventura, que inclui surpresas. O evangelho me dá paz e esperança para me ajudar a gostar de tudo isso.

Como vivo minha fé

Minha fé influencia não somente as minhas escolhas na vida mas também minha atitude com relação a ela. Como eu lido com a alegria e o sofrimento faz parte disso. Apenas porque acredito nisso não significa que minha vida é livre de preocupações ou problemas. Simplesmente significa que as preocupações e problemas não me dominam por muito tempo ou completamente; isso me ajuda a crescer e aprender. Sou uma pessoa muito otimista e tento ver o lado positivo de tudo. Há tempo para todas as coisas, um tempo para ficar triste e tempo para se alegrar. Tiro o tempo para ficar triste quando preciso, mas também uso esse tempo para entesourar minha felicidade e apreciá-la. Minha fé me ajuda a tratar melhor o meu próximo já que somos todos irmãos e irmãs.