mormon.org Brasil

Oi, eu sou 玉屋 晃生 (Tamaya Kosei)

  • Kosei Tamaya
  • Kosei Tamaya
  • Kosei Tamaya
  • Kosei Tamaya
  • Kosei Tamaya
  • Kosei Tamaya
  • Kosei Tamaya
  • Kosei Tamaya

Sobre mim

Atualmente moro na cidade de Uji, Quioto, perto do patrimônio mundial do Templo de Byodoin e do Santuário de Ujigami. E Uji foi o cenário para "O Conto de Genji", escrito por Shikibu Murasaki, a primeira novelista conhecida. Atualmente trabalho criativamente como artesão entre a beleza de cada uma das quatro estações. Fui instrutor de cerâmica na Tailândia na Universidade de Chulalongkorn e nos Estados Unidos na Universidade Brigham Young. Atualmente ensino no estúdio em minha casa para pessoas com deficiência mental para ajudá-las a se tornarem independentes. Faço exibições de cerâmica em muitos lugares, onde ensino e onde sou influenciado por muitas pessoas que encontro. Gosto de praticar esportes, ler, ir a exibições de artes, viajar e cozinhar. O tempo que é mais completo é aquele passado com minha família.

Por que sou mórmon?

No Velho Testamento, em Eclesiastes 3:11 diz: “Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim”. Leio as escrituras e oro individualmente e com minha família todos os dias e, aos domingos, vou à Igreja para adorar e servir ao próximo. Tudo é segundo a vontade de Deus — os momentos divertidos, os tempos difíceis, os bons e maus tempos. E todos os momentos são bonitos. O Presidente Monson, o profeta vivo de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, falou: “Busquem auxílio celeste um dia por vez. A vida a longo prazo é árdua, mas a curto prazo é fácil. Todos podemos ser fiéis por um único dia — e depois por mais um, e mais outro depois daquele, até que tenhamos vivido uma vida inteira guiados pelo Espírito, uma vida inteira próximos do Senhor, uma vida inteira de boas ações e de retidão”.

Como vivo minha fé

Um dos meus ditados favoritos é: “Encontrar [pessoas] torna a vida rica e a separação a torna significativa”. Como membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tenho contato com muitas pessoas. Mesmo agora interajo com muitas pessoas diferentes. Quanto mais oportunidades existirem para valorizar e apoiar um ao outro, mais rica e mais significativa será nossa vida. Quando me esforço para aprender e incorporar o evangelho de Jesus Cristo em minha vida, posso verdadeiramente sentir a minha essência.