mormon.org Brasil

Oi, eu sou Jeremy

  • Jeremy Dick
  • Jeremy Dick
  • Jeremy Dick
  • Jeremy Dick
  • Jeremy Dick
  • Jeremy Dick
  • Jeremy Dick
  • Jeremy Dick

Sobre mim

Programo computadores desde os treze anos de idade, e aprendi naquela tenra idade exatamente o que queria fazer na vida. Enquanto as máquinas evoluíram em praticamente todos os modos possíveis, os princípios dos softwares (programas) não mudaram muito nesses 45 anos. Toco música por mais tempo ainda: piano, violoncelo e acordeão. E desde o advento da mídia digital, desenvolvi amor pela fotografia. Minha esposa e eu criamos cinco filhos e parece que produzimos alguns engenheiros, artistas e uma enfermeira! Com três deles casados, atualmente temos dois netos. Nossa crescente família e com muitas gerações nos dá um enorme prazer. Levei minha família para viver na França por alguns anos; a maioria deles fala francês, e depois disso passei algum tempo em países que falam esta língua.

Por que sou mórmon?

Conheci os missionários mórmons em Londres quando era estudante. Aprendi sobre suas crenças e tive uma série de experiências espirituais que me ajudaram a entender que Jesus Cristo era mais do que um grande mestre e que fez algo realmente incrível por mim, o que torna a prática da fé, esperança e amor algo valioso nesta vida. Senti o amor de Deus por mim por intermédio do Espírito Santo. Depois de muitos meses observando cuidadosamente, percebi que eu também amava as pessoas, sua receptividade e seus incríveis valores familiares. Desejei ser parte daquilo. E tenho sido desde aquela época. Casei-me com uma jovem de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e criamos nossos filhos para ter essa mesma fé em Cristo.

Como vivo minha fé

Procuro todos os dias estar em sintonia com o Espírito de Deus ao ler as escrituras inspiradas e orar. Esta prática traz a consciência espiritual que me ajuda a olhar além de mim mesmo e do pequeno mundo dos computadores no qual estou sempre trabalhando. A vida na Igreja me dá muitas chances de ajudar e servir a outros e isso também me auxilia constantemente a colocar minhas pequenas dificuldades dentro da devida perspectiva. Gosto muito de ajudar outras pessoas a encontrar soluções para suas dificuldades por meio da combinação de ajuda prática e da aplicação da fé em Jesus Cristo. Ele torna isso possível e vale a pena mudarmos. Por ser portador de um ofício do sacerdócio, como a maioria dos homens na Igreja, posso ser um ministro em minha própria família e isso traz uma maior dimensão à responsabilidade de ser marido, pai e avô.