mormon.org Brasil

Oi, eu sou Jane

  • Jane Christie
  • Jane Christie
  • Jane Christie
  • Jane Christie
  • Jane Christie
  • Jane Christie
  • Jane Christie
  • Jane Christie

Sobre mim

Moro na parte central da Escócia, tenho 35 anos, e a coisa mais importante da minha vida é minha família. Eu estudei para ser professora de teatro antes de ter decidido ficar em casa e me tornar uma mãe em tempo integral. Ainda adoro dar aulas, amo artes e literatura e gosto muito de aprender. Voltei a estudar este ano para me formar em língua inglesa e literatura. A educação é algo realmente importante para mim. Tenho três filhos maravilhosos, todos meninos, um deles tem dificuldades de aprendizado e necessidades especiais.

Por que sou mórmon?

Escolhi ser membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias porque ela faz com que eu me sinta mais próxima de Jesus Cristo, porque aprendo a ser uma pessoa melhor e me faz muito feliz. Meu marido não é membro da Igreja, mas nós dois concordamos que viver nossa vida e criar nossos filhos para que tenham fé em Deus é muito importante. Há uma atmosfera de paz em nossa casa, somos mais capazes de lidar com as provações e com o estresse diário da vida e sabemos que nossa família é a nossa maior prioridade. Isso é o que aprendemos na Igreja e é a maneira como tentamos viver nossa vida.

Histórias Pessoais

Consegue pensar em um desafio específico na sua família que os Princípios do Evangelho ajudaram vocês a sobrepujar?

Como sou mãe de um menino que nasceu com problemas cerebrais, tenho tido muitos desafios. Nosso filho não progride da mesma forma que as outras crianças nem consegue conquistar as mesmas coisas. Ele não pode sair com os amigos, às vezes tem muita dificuldade em se comunicar e pode se sentir frustrado. Desde que ficamos ativos em nossa Igreja SUD local, meu filhinho aproveita muito mais a vida. Pela primeira vez, ele tem amigos fora da escola que o amam e se preocupam com ele. As crianças da Igreja são tão bondosas, prestativas e solidárias que meu filho agora está saindo com seus novos amigos e participando de atividades sociais da Igreja.. Meu filho não é responsável pelas escolhas que faz, e aprendi que, por não ser responsável, ele não precisa ser batizado por causa do sacrifício que Jesus Cristo fez por ele. Ele é um filho muito especial do Pai Celestial, e sinto-me muito privilegiada por Ele ter me confiado esse espírito tão incrível! Sou tão grata por esse conhecimento! Meu filho adora a Igreja; ama as pessoas e gosta muito de cantar com as outras crianças. E temos sido tão abençoados em nossa família por vivermos o evangelho de Jesus Cristo! Meu filho não conseguia ler até começarmos a estudar as escrituras juntos em família, todos os dias. Repetindo as palavras e acompanhando, por incrível que pareça, ele começou a ler sozinho. Esse foi um grande passo para ele, um prazer para mim como mãe e apenas um exemplo que conhecemos, das muitas bênçãos de viver o evangelho. Antes era bem difícil planejar o futuro. Ficávamos pensando em como nosso filho iria lidar com o mundo e em como o ajudaríamos a encontrar seu lugar. Agora temos um incrível esquema de apoio, meu filho tem vários amigos pela primeira vez na vida e está aprendendo e progredindo o tempo todo.

Como vivo minha fé

Na Igreja, pediram-me que fosse responsável pela classe do berçário. Todos os domingos, cuido das crianças pequenas, brinco, canto com elas e lhes ensino. Adoro poder apoiar os pais dessa maneira e estar com as crianças é muito divertido! Mas a coisa de que mais gosto é que, quando se trata de viver minha fé, a melhor parte acontece na minha própria casa. Toda segunda-feira à noite, nossa Igreja nos incentiva a fazer a noite familiar — uma noite para ficar com a família e nos divertirmos juntos. Adoro o fato de que, não importa quão ocupada esteja a nossa vida, deixamos tudo de lado naquela noite.